sábado, 29 de abril de 2017

Surf noturno agita as águas do rio Guamá

Foto: Mácio Ferreira/Agência Pará
Evento é realizado dentro do 17º Festival da Pororoca, em São Domingos
O surfe noturno do 17º Festival da Pororoca reuniu cerca de 30 praticantes do esporte e dezenas de pessoas que foram assistir as manobras e vibraram com a passagem da onda. O evento foi realizado por volta das 2h da madrugada deste sábado (29).

Marcelo Bibita é vice-campeão mundial de long board, é também pajé da tribo auêra-auára e faz questão de fazer as pinturas para o ritual “Auêra-auára”. O ritual é uma forma de pedir proteção e se preparar, como guerreiros, para enfrentar a Pororoca. “Toda essa preparação é essencial, estamos nos preparando para enfrentar uma grande força e então queremos aproveitar o máximo possível essa conexão”, disse.

Alison Bastos é nativo da região e conta da sua relação com o rio. “Eu vivo do rio, trabalho no rio, a minha vida são essas águas. O surfe noturno é mais que um lazer, é um culto à natureza exuberante que aqui temos”. O surfe continua neste sábado,  e está previsto para às 14h50.  A programação inclui eventos esportivos e culturais e prossegue até este domingo (30).
ORM, com informações da Agência Pará

Arquivo de postagens do site

Jesus Salva