quarta-feira, 31 de janeiro de 2018

Candidatas ao Rainha recebem orientações durante aula

Ivan Duarte/Especial
BELÉM/PA - Coreógrafa Clara Pinto reúne rainhas para encontro com foco na passarela.

As candidatas ao título de Rainha das Rainhas do Carnaval 2018 participaram, ontem (31) pela manhã, na Escola de Dança Clara Pinto, no bairro de Nazaré, de um momento importante para elas: uma aula teórica com a coreógrafa Clara Pinto, da coordenação do concurso. Durante quase uma hora, elas receberam informações importantes sobre como se portar no dia do desfile, marcado para a próxima sexta-feira (2), a partir das 22 horas, no Hangar, em uma promoção das Organizações Romulo Maiorana (ORM). Clara Pinto disse que o momento era muito especial. “É uma aula teórica, que ocorre há mais de dez anos. Uma aula sobre a passarela, sobre as entradas e saídas que elas têm, sobre quem é a líder do grupo”, explicou. 

A coreógrafa explicou que o sorteio da ordem do desfile será feito na hora. Logo, nenhuma candidata sabe o seu número antecipado. “Então tenho que montar um croqui, antes, e ensaiar com elas aqui, nessa aula teórica, para quem for a líder. Para que elas saibam por onde vão entrar o primeiro, segundo e o terceiro grupos. Que tempo elas vão ter pra fazer isso e a hora da saída, porque são fantasias muito grandes”, disse ainda. 

Além das informações sobre o desfile individual e em grupo, o encontro representou também o momento de passar para as candidatas um pouco de tranquilidade. “Essa é a minha missão: dar tranquilidade, paz, segurança. Conversar com elas para que, na hora, fiquem bem tranquilas. Não deixem as pessoas falarem e elas ficarem nervosas, porque a emoção é muito grande no momento. Elas têm que estar muito seguras e tranquilas”, afirmou Clara Pinto.

Segundo ela, esse momento da coreografia  também é muito importante. “Conta pontos pra elas. Se na hora não conseguirem ter aquela segurança, elas podem se prejudicar. Aqui eu consigo ter um contato direto, um contato pessoal, de carinho, de amor, de amizade. De mostrar que estou ali para ajudá-las, mostrar que a nossa presença é para orientá-las, para que elas subam na passarela com força e fé em Deus, que tudo vai dar certo”, acrescentou. 

Clara enfatizou que depois fará ensaio na passarela. “Mas deste momento aqui não abro mão. É um momento muito especial, em que a gente se conhece e posso passar para elas todas as dicas da importância do momento do desfile”, garantiu.

Para manter a calma na hora do desfile, ensinou Clara Pinto, é fundamental que as candidatas tenham muita segurança em si próprias. “Naquela hora, ela tem que ter segurança: ‘Eu ensaiei, eu estou preparada, estou bem. A torcida, maravilha. Vou acompanhar o ritmo da torcida. Mas não vou deixar que esses elementos externos me prejudiquem’. Ao contrário. Esses elementos externos devem agregar, somar. Antes de elas entrarem, seguro muito na mão delas e digo: ‘Vá com Deus, tenha muita fé que tudo vai correr bem. E, graças a Deus, ao longo desses anos, a gente tem conseguido”, afirmou. 

Com 22 representantes de clubes sociais na disputa pelo título, o concurso vai ofertar uma bolsa integral da Fibra, um carro zero quilômetro da Nissan Tropical Veículos, uma joia ofertada pelas ORM e procedimentos estéticos da Kleire Rocha Estética e Depil para a Rainha das Rainhas 2018. As quatro princesas ganharão bolsas parciais, joias e procedimentos estéticos. O Rainha das Rainhas 2018 tem patrocínio de Cerpa Draft Sound.

Por O Liberal

Arquivo de postagens do site

Jesus Salva