Pesquise aqui os produtos mais baratos da internet. O Marudá Ofertou

domingo, 8 de abril de 2018

Marcelo Miranda retoma agenda no comando do Governo do Tocantins


Foto: Fred Borges
Por: Secom

O governador Marcelo Miranda chegou a Palmas na manhã deste sábado, 07. Ele deve retomar sua agenda no Palácio Araguaia no período da tarde, quando já poderá tratar da definição dos nomes de sua equipe.

Marcelo Miranda reassumiu o cargo de governador do Tocantins na noite desta sexta-feira, 6. Ele retoma o comando do Executivo depois de liminar expedida pelo ministro Gilmar Mendes, do Supremo Tribunal Federal (STF), que deu a ele, e à vice-governadora Claudia Lelis, o direito de permanecerem nos cargos.

Foto: Fred Borges
Em entrevista ao desembarcar no aeroporto, o governador comentou sobre a decisão do ministro. “Nossa responsabilidade é bem maior nesse momento. Vamos continuar trabalhando para prosseguir com nossa a agenda de trabalho, atendendo às demandas do povo tocantinense. Eu e a Cláudia (Lelis) somos muito agradecidos por todas as manifestações de apoio. E hoje vai ser um dia de muito trabalho”, afirmou.

ENTENDA O CASO:


TSE publica cassação de Marcelo Miranda e determina eleições diretas no Tocantins
Atualizado em: 27/03/2018 · 00:08 Por:  G1 TO



Resultado de imagem para MARCELO MIRANDA
O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) publicou, na noite desta segunda-feira (26), o acórdão com a cassação do governador do Tocantins, Marcelo Miranda (MDB), e da vice-governadora, Cláudia Lelis (PV). O documento também determina a realização de eleições diretas para a escolha do governador que comandará o estado até o fim deste ano.


Com a saída de Marcelo Miranda, o presidente da Assembleia Legislativa, Mauro Carlesse (PHS), assume o cargo até a eleição direta. O pleito para escolher o governador que ficará até o dia 31 de dezembro deve ser realizado em um prazo de 20 a 40 dias.

“Como efeito da sanção de cassação dos diplomas dos Recorridos, determino a realização de novas eleições diretas para o governo do Estado do Tocantins […]”, destacou o TSE na publicação.

No acórdão, o TSE explica que não cabe tratar da inelegibilidade neste processo, mas que ela é um efeito da decisão e será verificada no momento em que Miranda requerer o registro da candidatura.

O advogado de Miranda, Thiago Boverio, disse que o TSE ainda não manifestou na petição protocolada pela defesa para que seja aguardada a oposição do recurso de embargos de declaração.

Nesta segunda-feira, horas antes da publicação do acórdão, o governador fez um discurso em tom de despedida durante a inauguração de uma escola de tempo integral em Palmas. Na fala, ele disse que não guarda mágoas, agradeceu o empenho de apoiadores e falou em ‘nova caminhada’.

A cassação

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) cassou na manhã desta quinta-feira (22) os diplomas do governador Marcelo Miranda (MDB) e da vice-governadora Cláudia Lelis (PV). O processo, que analisa caixa dois durante a campanha de 2014, começou em 2015 após uma aeronave ser apreendida com R$ 500 mil em Goiás.

O advogado Thiago Boverio, que representa o governo, informou que vai recorrer da decisão. “Há muitos fatos para esclarecer. O próprio ministro disse que há muitos indícios e isso tudo será esclarecido nos embargos declaratórios. Quanto à execução, o que ficou bem claro é que o ministro tomou para si a possibilidade de decidir sobre isso”, disse.

O julgamento no TSE começou em 2017, mas o ministro Luiz Fux havia pedido para analisar o processo, que estava parado desde então. No primeiro julgamento, a relatora do processo, ministra Luciana Lóssio, votou contra a cassação da chapa de Marcelo Miranda. Porém, nesta quinta-feira (22) os ministros cassaram os diplomas por 5 votos a 2.


O Marudá Ofertou

Publicidade: Sua marca aqui! 728 x 90

Publicidade: Sua marca aqui! 728 x 90

Publicidade: 1

Arquivo de postagens do site