quinta-feira, 24 de maio de 2018

Protesto | Ponte entre Palmas e Luzimangues é fechada por manifestantes



A Ponte entre Palmas e Luzimangues, distrito de Porto nacional, ficou fechada por cerca de 40 minutos no fim da tarde desta quarta-feira (23). O ato foi realizado por manifestantes que apoiam o movimento dos caminhoneiros contra os aumentos nos preços dos combustíveis. Apesar do tráfego ter sido liberado, ainda há um grande congestionamento no local.

A informação é de que os manifestantes que impediam o tráfego na ponte seguiram para a barreira na TO-080, para se juntar aos caminhoneiros.

Com a paralisação dos caminhoneiros muitos postos estão ficando sem combustíveis em Palmas e em outras cidades do estado. O alarde de ficar sem produto levou muitas pessoas aos postos na manhã dessa quarta-feira (23). Uma grande fila de veículos foi registrada no início da noite em um posto em Porto Nacional.

Cidades como Porto Nacional, Paraíso do Tocantins, Guaraí, Gurupi, bem como outras cidades do interior, registraram falta de combustível.


| Grande fila de veículo para abastecer registrada em Porto Nacional

Os Correios também informou que foram afetados. Desde a última segunda-feira, as remessas postais e de encomendas de outros estados não estão chegando regularmente em Palmas, Araguaína e Gurupi.

Protesto
O protesto dos caminhoneiros completa três dias nesta quarta-feira. Ao menos oito trechos de rodovias federais estão bloqueados no estado. Os atos começaram na última segunda-feira (21). Manifestantes também bloquearam a rodovia que liga Palmas a Porto Nacional.


Trechos de rodovias federais bloqueados

Araguaína – BR-153, km 152
Nova Olinda – BR-153, km 208,7
Colinas do Tocantins – BR-153, km 245
Fortaleza do Tabocão – BR-153, Km 360
Paraíso do Tocantins – BR-153, km 492
Gurupi – BR-153, km 674
Alvorada – BR-153, km 761
Pedro Afonso – entre a Ponte sobre o Rio Tocantins e o trevo da cidade – BR-235, km 164.
Fotos: Divulgação

Arquivo de postagens do site

Jesus Salva