domingo, 3 de junho de 2018

Resumo do que é uma eleição no Tocantins para Governador


Resultado de imagem para tocantins
A DISPUTA É POR ESTE PALÁCIO MINHA GENTE
Resultado de imagem para palacio araguaia palmas
O Palácio Araguaia projetado pelos arquitetos Maria Luci da Costa e Ernani Vilela é a sede do governo do estado brasileiro do Tocantins. Está localizado na cidade de Palmas, capital do estado.
Endereço: Praça dos Girassóis, 971 - Plano Diretor Sul, Palmas - TO, 77015-007
Wikipédia


Veja os candidatos que estavam no páreo pela disputa ao Governo do Tocantins



ABAIXO OS QUE SEGUEM NA DISPUTA PARA O MANDATO TAMPÃO.


Mauro Carlesse (PHS)

Resultado de imagem para vicentinho alves
Vicentinho Alves (PR)


RESULTADO DA ELEIÇÃO NO ESTADO DO TOCANTINS, HOJE:

FIM DA APURAÇÃO: 100% das urnas
Mauro Carlesse (PHS) - 30,31%
Vicentinho Alves (PR) - 22,22%
Carlos Amastha (PSB) - 21,41%
Kátia Abreu (PDT) - 15,66%
Márlon Reis (REDE) - 9,91%
Marcos Souza (PRTB) - 0,49%
Mário Lúcio Avelar (PSOL) - 0% *votos não foram computados já que a candidatura foi indeferida por ele ter deixado o cargo de procurador fora do prazo
g1to


RESUMO DAS NOTÍCIAS DURANTE O DIA DE HOJE E NA VOTAÇÃO:
Votação do segundo turno está marcada para o dia 24 de junho. 
Candidatos ao segundo turno podem retomar campanha nesta segunda-feira (4).
G1TO

Durante a votação, 18 pessoas foram presas em todo o estado. 
As prisões foram nas cidades de Alvorada, Carrasco Bonito, Natividade, Dois Irmãos, Tupirama, Pium, Palmas, Paraíso do Tocantins, Arraias, Cristalândia, Luzinópolis, Aparecida do Rio Negro, Xambioá, Araguaína, Figueirópolis e Miranorte. Vários políticos estão envolvidos nas ocorrências. Entre os suspeitos há quatro vice-prefeitos e dois vereadores.

Os casos são de transporte ilegal de eleitores, compra de votos e propaganda irregular no dia da eleição, conhecida como 'boca de urna'.
G1TO

Polícia flagra transporte irregular de eleitores e compra de votos em sete cidades
As informações foram divulgadas no balanço da manhã do Tribunal Regional Eleitoral (TRE). Três vice-prefeitos e dois vereadores estão envolvidos nas ocorrências.

A Polícia Civil informou que prendeu sete pessoas por crimes eleitorais neste domingo (3). Cinco casos são de transporte irregular de eleitores e dois de compra de votos. Entre os presos, há cinco políticos e dois civis.

Os vice-prefeitos de Carrasco Bonito e Pium foram presos em flagrante fazendo transporte irregular de eleitores. O vice-prefeito de Dois Irmãos e um vereador de Miranorte foram presos por propaganda eleitoral irregular no dia da votação. Por fim, um vereador de Alvorada foi flagrado tentando comprar votos em uma escola.

O Tocantins está escolhando um governador para o mandato tampão porque o Tribunal Superior Eleitoral cassou o ex-governador Marcelo Miranda (MDB) e a vice dele, Cláudia Lelis (PV) por captação ilegal de recursos para a campanha eleitoral de 2014. Quem vencer a eleição fica no cargo até o fim do ano e pode concorrer novamente em outubro.

Em um deles, o suspeito estava com material de campanha de Carlos Amastha (PSB). O departamento jurídico da Coligação 'A verdadeira Mudança' e o candidato Carlos Amastha informaram que desconhecem o caso. Ressaltaram também que repudiam qualquer prática nesse sentido ou qualquer outra que afronte a lisura do pleito eleitoral.

Na região norte do estado, o vice-prefeito de Carrasco Bonito, Manoel Messias de Freitas, foi preso em flagrante fazendo transporte irregular de 13 eleitores em uma caminhonete. Conforme a Polícia Civil, os eleitores tinham recebido a promessa de receber R$ 50 após votarem na candidata Kátia Abreu (PDT).

"Visualizamos o veículo dele na rodovia, uma caminhonete, onde tinha 13 adultos e mais três crianças. Fizemos a entrevista informal com o pessoal e eles relataram que foram para votar em Kátia Abreu e ao final receberiam R$ 50 de um vereador da cidade", explicou o delegado Thyago Busttorff.

Outra ocorrência de transporte irregular de eleitores foi em Natividade, na região sudeste do estado. Conforme o Tribunal Regional Eleitoral, Lucas Bonfim Pinto Cerqueira foi autuado. No veículo que ele estava foram encontrados materiais de campanha da candidata Kátia Abreu.


Na região central do estado, o vice-prefeito de Dois Irmãos, Lourenço Oliveira da Luz, foi autuado em flagrante por suposta prática de divulgação de propaganda eleitoral. Ele estaria distribuindo santinhos do candidato Vicentinho Alves (PR).

Em resposta, a coligação “A vez dos Tocantinenses”, de Vicentinho, afirma que desconhece esta informação e reforça que a orientação para toda a equipe e apoiadores foi a de cumprir rigorosamente a legislação eleitoral.

Outro caso de transporte irregular de eleitores foi em Miranorte, também na região central. Conforme o TRE, o vereador Adriano Santiago foi flagrado também com material de campanha do candidato Vicentinho Alves.

Em Pium, Domingos Borges, que é vice-prefeito da cidade, foi flagrado fazendo transporte irregular de passageiros. Porém, no caso dele, não foi encontrado nenhum material de campanha.

A Polícia Civil informou que também fez uma prisão em Tupirama, região central do estado, por propaganda irregular no dia da eleição. Não foi informado de qual candidato era a o material apreendido.

O G1 questionou a candidata Kátia Abreu sobre os casos envolvendo material de campanha dela e aguarda resposta. Ainda tentamos contato com as defesas dos demais citados na reportagem.

Por G1 TO


Em Tocantins, 7 suspeitos são presos por crime eleitoral na eleição de governador

Sete pessoas foram presas neste domingo, 3, em Tocantins durante a eleição suplementar para escolha do governador. Os presos são acusados de supostos crimes eleitorais, informou o Tribunal Regional Eleitoral (TRE) do Estado. Cinco das prisões envolvem políticos que ocupam algum cargo, sendo três vice-prefeitos e dois vereadores.

Na cidade de Carrasco Bonito, foi realizada a prisão em flagrante do vice-prefeito Manoel Messias de Freitas, que conduzia 13 eleitores em um carro para votação. Além do transporte irregular, há suspeita de compra de voto, com a oferta de R$ 50 para cada um dos eleitores transportados. Com ele foi encontrado material de campanha da senadora Kátia Abreu (PDT), que também é candidata ao governo.

Em Dois Irmãos, também foi detido, por solicitação de mesários, o vice-prefeito Lourenço Oliveira da Luz, por suposta divulgação de material de campanha da candidatura de Vicentinho Alves (PR). Outro vice-prefeito preso foi Domingos Borges, do município de Pium, por suposto transporte irregular de eleitores.

Em Alvorada, foi preso o vereador petista Adomilton Leão. Com ele foram apreendidos materiais de campanha do candidato a governador Carlos Amastha, do PSB, e R$ 1 mil em espécie. Testemunhas ouvidas pelas autoridades também relataram casos de compra de voto.

Outro vereador preso foi Adriano Santiago (PPS), este de Miranorte, por transporte irregular de eleitores. Com ele foi apreendido material de campanha de Vicentinho Alves.

Além deles, foram detidos Ormando Brito Alves, em Tupirama, por suposta divulgação de material de campanha da candidatura de Carlos Amastha, e Lucas Bonfim Pinto Cerqueira, autuado em flagrante, em Natividade, por suposta prática do crime de transporte irregular de eleitores, sendo apreendido material de campanha da candidatura de Kátia Abreu.

O pleito fora de época em Tocantins ocorre em função da cassação do ex-governador Marcelo Miranda (MDB). Sete candidatos disputam o posto que ficou vago, para cumprir mandato por apenas sete meses. São eles a senadora Kátia Abreu (PDT), Carlos Amastha (PSB), Marcos de Souza (PRTB), Vicentinho Alves (PR), Mario Lucio Avelar (PSOL), Marlón Reis (Rede Sustentabilidade) e Mauro Carlesse (PHS), deputado estadual que tem interinamente comandado o governo.

Segundo o TRE de Tocantins, além das ocorrências policiais, 10 urnas eletrônicas foram substituídas em todo o Estado, sendo quatro na 29ª zona eleitoral de Palmas e uma nas zonas eleitorais de Araguaína (1ªZE), Porto Nacional (3ªZE), Paraíso (7ªZE), Paranã (18ªZE), Ponte Alta do Tocantins (26ªZE), Itacajá (33ªZE) e Araguaína (34ªZE). Apesar disso, o TRE afirma que as eleições ocorrem com tranquilidade.


Além da disputa em Tocantins, outros 20 municípios realizam eleições suplementares, para prefeito. São eles Teresópolis (RJ), Jeremoabo (BA); Pirapora do Bom Jesus, Bariri e Turmalina (SP); Umari, Tianguá, Frecheirinha e Santana do Cariri (CE); Bom Jesus (RS);Niquelândia (GO); Vilhena (RO); Guanhães, Ipatinga e Pocrane (MG); João Câmara, Pedro Avelino, São José do Campestre, Parazinho e Galinhos (RN).

Por DC


com informações da apuração voto a voto e prévias G1 Tocantins
Quer saber mais? Acesse o link abaixo e veja a finalização:



Carlos Amastha agradece a população sobre a eleição via Twitter:

Obrigado minha gente. Não deu.MUITO longe das expectativas. A velha política ainda domina com muita força o cenário político do nosso estado. Menos de 35% de votos conscientes. Parabéns e .Vamos reunir o grupo e refletir.




Crie seu site

Loja virtual completa e barata

O Marudá Ofertou

Publicidade: 1

Arquivo de postagens do site